A Inércia Humana

11 11 2009

Ontem mesmo, numa carta de aniversário a um amigo, escrevi sobre a inércia humana. A inércia em que os indivíduos vivem hoje e que não conseguem libertar-se. Incrível. O mundo rola em piloto automático e as pessoas mantêm os mesmos desejos: muito dinheiro para que possam ter de tudo. Tudo o que se perde fácil. Pessoas agem naturalmente de forma gananciosa e esquecem daquilo que realmente importa. Seguem como formigas em direção ao formigueiro, uma atrás das outras, em busca da felicidade comprada em dinheiro e depois não entendem o porquê de sempre necessitar mais. É, os verdadeiros valores se perderam nas moedas e trocos; e o ser humano tenta completá-los com o material tocável. Tem-se tudo, mas não tem-se nada.


Anúncios